Proposta de alterações ao OE2021 torna Código QR facultativo no próximo ano

Conforme tinha sido confirmado por um recente Despacho do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, a obrigatoriedade de colocação do Código QR iria começar a 1 de Janeiro de 2021. Contudo, uma nova proposta de alterações ao Orçamento de Estado para 2021 entregue pelo PS no Parlamento vem alterar este calendário.
 
Facultativo, mas quem implementar depressa tem vantagens
A nova redacção do OE2021 prevê que o Código QR seja facultativo em 2021 e só haja obrigatoriedade a partir de 2022. Contudo, para incentivar as empresas a implementar o novo sistema, estão previstas deduções especiais majoradas em sede de IRC. Assim, quanto mais cedo a empresa começar a utilizar o Código QR em todas as facturas, mais dedução terá. Trata-se de um factor importante, pois a transição para o novo sistema irá ter custos de software.
Fonte: Revista Gerente

últimos artigos

22.04.2021

Parlamento volta a travar big brother fiscal das empresas

A lei que regulamenta o envio de dados das empresas para o Fisco vai de novo ser alterada pelo Parla...

02.03.2021

Novos procedimentos para funcionários sem teletrabalho que fiquem em isolamento

A Segurança Social alterou, recentemente os procedimentos a realizar pelas empresas quando têm um tr...

01.03.2021

PME de restauração sem perdas de facturação podem pagar IVA a prestações

Hoje, 1/3, finda o novo prazo de pagamento do IVA mensal referente ao mês de Dezembro ou o pagamento...